Buenas Prácticas

Onda Empreendedora

Área de trabajo: Negocios inclusivos

O projeto Onda Empreendedora tem o objetivo de tornar a atividade de fabricação de pranchas de surfe um negócio rentável, que traga modernização no processo produtivo e ao mesmo tempo contribua para a geração de ocupação e renda. Através de uma proposta que buscou: 1. Construção e funcionamento da unidade de produção da Coopersurf; 2. Produção de 60 pranchas de surfe por mês no final do 1º ano do projeto; 3. Faturamento mensal do grupo R$ 32.700 no final do 1º ano do projeto; 4. Implementação de plano de negócio visando à sustentabilidade do negócio, produção de pranchas de surfe; 5. 115 crianças e jovens capacitados na escolinha de surfe por ano.

¿Como nasceu esta experiência?

A experiência nasce a partir da oportunidade de pensar projetos que dialoguem com as vocações e demandas das comunidades na área de influência da Obra Vila do Mar em Fortaleza, capital do Estado do Ceará. A obra, realizada pela Construtora Camargo Corrêa para a Prefeitura Municipal de Fortaleza, consiste em uma revitalização urbanística na área conhecida como Grande Pirambu, uma ocupação irregular de terras federais com uma das maiores densidades demográficas do Brasil. São cerca de 169 mil famílias distribuídas em apenas 5 Km² vivendo em um contexto de alta vulnerabilidade social. A região abrange três bairros populares na orla da capital cearense: Barra do Ceará, Cristo Redentor e Pirambu. Desde o início, o Vila do Mar teve como um de seus diferenciais o diálogo com os moradores.

A atuação conjunta da Construtora Camargo Corrêa e do Instituto Camargo Corrêa reforça compromisso da empresa com o desenvolvimento das comunidades nas regiões em que atua. O investimento social privado associado a este empreendimento foi definido em um processo participativo a partir de informações obtidas com um diagnóstico elaborado especificamente para este fim. Ao final do processo, optou-se por apoiar uma das atividades produtivas existentes no território com grande potencial de transformação social. Localmente a atividade do surfe é bastante difundida e a produção de pranchas realizada localmente de forma rudimentar e as aulas na escola informal de surfe para crianças e jovens se configuravam como atividades de grande potencial para influenciar positivamente os jovens em situação de risco em uma comunidade com elevados índices de vulnerabilidade e violência. O projeto Onda Empreendedora apostou na vocação local e com a incubação de um grupo de produção de pranchas de surfe em um processo cooperativo, com objetivo de tornar a atividade de fabricação de pranchas um negócio rentável, que gere ocupação e renda e, consequentemente, transformação social neste território. 

¿A quem a ação está ou esteve dirigida? ¿Quem se beneficia ou se beneficiou com esta experiência?

A cooperativa beneficiada pelo projeto está localizada no Grande Pirambu, que tem uma das maiores densidade demográfica do Brasil, com cerca de 170 mil moradores em uma área geográfica de apenas 2,5Km². É um território de influência direta da Obra Vila do Mar que foi construída pela Construtora Camargo Corrêa. A cooperativa, atualmente, é formada por 23 (e vinte e três) sócios, adeptos ao esporte que, em sua maioria, já desenvolvem atividades de negócios inseridas na cadeia produtiva do surfe em Fortaleza. Na Coopersurf, os cooperados fazem também um trabalho social através da escolinha de surfe que surgiu com o objetivo de ensinar a prática do surfe e a fabricação de equipamentos para a atividade, viabilizando assim a socialização e o resgate da cidadania com os jovens em situação de risco. A cooperativa funciona em um prédio doado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza e é mantida com os recursos da fabricação de pranchas que funciona no próprio prédio.

Iniciativa postulada Premio Transformadores 2015
Anterior Gestión Integral de la Educación en el municipio de Sabanalarga: Un ejercicio de Corresponsabilidad social con la comunidad ampliada.
Siguiente Tempo de Empreender Campo Formoso

Name:
Email:
Subject:
Message:
x

Reciba nuestro boletín mensual

Buscar buenas prácticas